Estamos vivendo o ápice da cultura brasileira de drag queen com uma artista despontando no cenário internacional e quebrando recordes de visualizações e seguidores nas redes sociais. Personalidades bem sucedidas com talentos ímpares como a cantora Pabllo Vittar se tornam exemplos de superação do preconceito, representam a cultura LGBT e divulgam a arte drag queen, colocando em pauta discussões sobre gênero e identidade. Artistas como Pabllo, Gloria Groove e Lia Clark se tornam referências para jovens que encontram na cultura drag sua representação artística. Mas como ingressar nessa carreira?

GAY BLOG BR by SCRUFF

Cover Julho

Aspirantes e drag queens podem apresentar sua arte e divulgarem seu trabalho através de concursos como a CoverGirl, projeto dirigido e apresentado pela drag queen Divina Raio-Laser. Em julho, o concurso comemora 3 anos com um número impactante: 300 drags já passaram pelo palco – o que evidencia o impacto que a cultura possui entre os jovens atualmente. A festa de Divina é responsável pelo lançamento de várias artistas na noite de São Paulo e de Porto Alegre – cidade onde a festa contou com algumas edições. “Tenho uma lista de espera com mais de 53 candidatas atualmente”, comenta a organizadora do projeto.

A festa estreou há 3 anos no Dia Internacional do Orgulho LGBT no antigo bar Anexo B com o intuito de celebrar a arte drag. A festa sempre conta com shows especiais, djs e hostess – todas drags, mostrando que o projeto não só valoriza a linguagem artística, mas projeta os profissionais que se dedicam a ela. “A representatividade não existe sem ocupação, por isso não posso fazer um projeto dedicado às drag queens com uma equipe que não seja drag.”, pontua Divina, que também é atriz, publicitária e palestrante.

A festa é livremente inspirada no reality show RuPaul’s Drag Race, que atualmente encerrou sua nona temporada apresentada pelo canal VH1. Ao contrário do programa norte-americano, o diferencial da competição brasileira é que não existe restrição de participantes: todo gênero é recebido e celebrado. Na competição, drag queens, lady queens e drag kings dublam pela coroa. A vencedora ganha o título de CoverGirl e inúmeros prêmios que dão suporte para que a artista continue com sua arte como um kit completo de maquiagem, uma peruca e um show na próxima edição. Além desses prêmios, a drag campeã ganha itens de marcas produzidas por drag queens como uma coroa estilizada Von Destroyer e bolsas artesanais costuradas pela drag Cacau Araújo. “O mercado drag vai muito além do entretenimento, estamos presentes no terceiro setor, comercializando produtos originais”, comenta Divina.

A próxima festa vai levar 18 drag queens ao palco e acontece dia 29 de julho, sábado, no Z Palco, em Pinheiros e o tema é especial All Stars, que reúne as vencedoras de todas as edições do último ano. O elenco de candidatas não conta apenas com drag queens, mas com uma drag king – artista, geralmente uma mulher que se veste de forma estilizada, exaltando elementos considerados masculinos – e uma lady queen – performer mulher que cria uma persona retratando estereótipos femininos. A arte drag começou com homens retratando estereótipos femininos, mas ultimamente mulheres também abraçaram a expressão artística, evidenciando que qualquer pessoa pode se montar e ser uma drag queen, “afinal nenhuma linguagem artística tem gênero”, comenta Divina.

CoverGirl por Carol Gonzalez

O que todos amam no concurso é conhecer novos talentos, drags que nunca tiveram a oportunidade de apresentar seu trabalho para o público, que vibra com as candidatas e torce junto. No final da competição, as melhores performances da noite são chamadas novamente ao palco para dublar todas juntas a mesma música. É o momento “Lip Sync For Your Life”. A festa é um “RuPaul’s Drag Race ao vivo!”, comenta a organizadora Divina Raio-Laser. O concurso é um passo para quem quer mostrar seu talento e as drag iniciantes não precisa estar apenas no palco, mas participando da festa – dando “aquele close” e fazendo networking com artistas do meio – como acontece em qualquer outro segmento do mercado. O importante é exaltar a diversidade e a liberdade de expressão!

SERVIÇO:
Data: Sábado, 29 de julho a partir das 23h
Ingressos: Lote 1 – R$25,00 / Lote 2 – R$30,00 Porta – R$40,00
Local: Z Palco, Av. Brigadeiro Faria Lima, 724 – Pinheiros – São Paulo/SP
Fone: (11) 2936-0934
O local possui área de fumantes e acesso a pessoas com deficiência

ELENCO COVER GIRL ALL STARS – 3 ANOS DIVINOS:

_APRESENTAÇÃO Divina Raio-Laser
_JURADA OFICIAL Penelopy Jean
_JURADOS CONVIDADOS Lorelay Fox e Edu e Fih Oliveira do Diva Depressão

_DIVINETES Paola Cadillac e Dora Escher
_HOSTESS Seelky, atual CoverGirl All Star
_CANDIDATAS Helena Black, Cherry Pop, Minerva, Myllena Vox, Leon Rojas, Verona Moon, Giselle Keller e Korona DrunkAss (CoverGirl Porto Alegre)
_PRODUÇÃO Liliane Pereira (Folk Produtora)
_ILUSTRAÇÃO Guillherme Mauad
_APOIO Skol, Vult Cosmeticos, Perucas Estoril, Von Destroyer, De Araque, Grupo Vegas, Cacau & Algodão, Tequilas Christine Chamaleon

Evento: https://www.facebook.com/events/1930722667165303
Vendas: http://www.livepass.com.br/event/cover-girl-z/

Redes proprietárias da festa:
https://www.facebook.com/festacovergirl
https://www.instagram.com/festacovergirl/

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

1 COMENTÁRIO